Antes de mais nada, se você está programando, e precisa saber o mapa de pinagens do Arduino Nano (Arduino Nano pinout), você veio ao lugar certo. Nesse post vou te mostrar as principais funções de cada pino do Arduino Nano.

Primeiramente, vou deixar aqui o mapa de pinagens, e a seguir, vamos analisar ponto a ponto cada uma das funcionalidades presentes nessa placa.

Arduino Nano pinout
Arduino Nano pinout

Arduino Nano Pinout

Principais diferenças do Arduino Nano?

O Arduino Nano é muito similar em funcionalidades com o Arduino Duemilanove, mas com algumas diferenças de encapsulamento. O Nano possui um microcontrolador integrado ATmega328p. O mesmo utilizado no Arduino UNO. A diferença é que o uno possui um pacote (TQFP) de 30 pinos, enquanto o Nano possui 32 pinos. Esses 2 pinos extras que estão presentes, possui a finalidade ADC. Enquanto o UNO possui apenas 6 ADCs, o Nano conta com 8. Além disso, ele não conta com um conector de alimentação power Jack, e sua entrada USB é do tipo mini-USB. Essa porta pode ser usada para o envio dos Firmwares e também para comunicação Serial.

Arduino Nano – Especificações:

Arduino NanoEspecificações
MicrocontroladorATmega328P
ArquiteturaAVR
Tensão de Operação5 Volts
Memória Flash32 KB onde 2 KB é usado pelo Bootloader
SRAM2KB
Freqüência do Oscilador16 MHz
Analog I/O Pins8
EEPROM1 KB
Corrente DC por I/O40 milliAmps
Tensão de Entrada(7-12) Volts

Arduino Nano Pinout Descrição:

Agora vamos discutir as principais funcionalidades de cada pino.

Digital I/O , PWM - 14 Pinos

Para funções Analógicas - 9 Pinos

Alimentação - 7 Pinos

SPI (Separado da sessão I/O) - 3 Pinos

Reset - 3 Pinos
______________________________________________________
TOTAL - 36 Pinos

Arduino Nano – Descrição de Pinos

Pinos do 1 ao 30

Arduino Nano PinoNome
Pino
TipoFunction
1D1/TXI/ODigital I/O Pin
Serial TX Pin
2D0/RXI/ODigital I/O Pin
Serial RX Pin
3RESETEntradaReset ( Active Low)
4GNDAlimentaçãoGND
5D2I/ODigital I/O Pin
6D3I/ODigital I/O Pin
7D4I/ODigital I/O Pin
8D5I/ODigital I/O Pin
9D6I/ODigital I/O Pin
10D7I/ODigital I/O Pin
11D8I/ODigital I/O Pin
12D9I/ODigital I/O Pin
13D10I/ODigital I/O Pin
14D11I/ODigital I/O Pin
15D12I/ODigital I/O Pin
16D13I/ODigital I/O Pin
173V3Saída+3.3V Saída (from FTDI)
18AREFEntradaReferência ADC
19A0EntradaCanal de Entrada Analógica 0
20A1EntradaCanal de Entrada Analógica 1
21A2EntradaCanal de Entrada Analógica 2
22A3EntradaCanal de Entrada Analógica 3
23A4EntradaCanal de Entrada Analógica 4
24A5EntradaCanal de Entrada Analógica 5
25A6EntradaCanal de Entrada Analógica 6
26A7EntradaCanal de Entrada Analógica 7
27+5VSaída ou Entrada+5V Saída (Do regulador On-board) ou
+5V (Entrada de uma fonte de alimentação externa).
28RESETEntradaReset (Ativo Low)
29GNDEnergiaAlimentação GND
30VINEnergiaAlimentação

ICSP Pinos

Arduino Nano ICSP Pin NameTypeFunction
MISOEntrada ou SaídaMaster In Slave Out
VccSaídaAlimentação VCC
SCKSaídaClock from Master to Slave
MOSISaída ou EntradaMaster Out Slave In
RSTEntradaReset (Ativo Low)
GNDEnergiaAlimentação GND

Arduino Nano Pinos Digitais

Pinos - 1, 2, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, and 16

O Arduino Nano tem 14 I/O digitais, que podem ser usadas tanto como entradas como saídas. Todas trabalham com 5V de tensão, sendo que 5V é equivalente a HIGH e 0V é equivalente a LOW. Cada pino pode prover uma corrente de alimentação de até 40mA, possuindo um resistor de pull-up entre 20-50k ohms. Para selecionar o modo de operação do pino, basta usar o comando pinMode().

Alguns desses pinos digitais possuem funções extras, como por exemplo:

Pinos de Comunicação Serial

Pinos - 1, 2

1 - RX and 2 - TX

Esses dois pinos podem ser usados para transmitir e receber informações no padrão Serial TTL, pois esse dois pinos estão diretamente conectados ao conversor USB-TTL integrado que o chip possui.

Pinos PWM

Pinos - 6, 8, 9, 12, 13, and 14

Cada um desses pinos, pode prover um pulso de comprimento modulado de 8bits de resolução. O sinal PWM pode ser gerado usando o comando analogWrite().

Interrupções Externas

Pinos - 5, 6

Se você precisar prover uma interrupção externa para o processador ou para o controlador, você pode usar esses pinos. Esses pinos podem ser usados para habilitar as interrupções INT0 e INT1 respectivamente, com o comando attachInterrupt().

Pinos SPI

Pinos - 13, 14, 15, e 16

Quando você precisar transmitir informação de forma sincrona, pode usar esses pinos. Pois a comunicação SPI conta com um SCK (clock).

LED

Pin - 16

Da mesma forma que o Arduino UNO possui um LED conectado ao pino 13, o Arduino Nano possui um LED on-board conectado ao pino 16.

Arduino Nano Pinos Analógicos

Pinos - 19, 20, 21, 22, 23, 24, 25, e 26

Como eu mencionei, o Arduino UNO possuí 6 entradas analógicas/digitais. Enquanto o Nano tem 8 entradas, sendo a pinagem que inicia em 19 e vai até o 26, marcados como A0 até A7.

I2C

Pinos 23, 24 como A4 e A5

Apesar da comunicação SPI ser muito útil, existe a desvantagem de se utilizar 4 pinos essenciais do Arduino. Para maiores distancias a comunicação I2C se mostra muito mais eficaz. Essa comunicação utiliza de múltiplos mestres e múltiplos escravos, utilizando apenas 2 fios. Onde o SCL é o pino de clock, e o SDA é o pino de data. Para utilizar o I2C é necessário usar a biblioteca chamada Wire.

Mapa completo de pinagens
Mapa completo de pinagens

Legal, agora você já sabe tudo sobre as pinagens do Arduino Nano, que tal colocar em prática e construir alguns projetos? Nesse Post, eu ensino você a construir um detector de fumaça usando o sensor MQ-2.

Além disso é muito importante saber construir uma aplicação profissional, você pode ver AQUI, 5 dicas para programar Arduino como profissional.

Você pode ver a publicação em inglês, sobre o Arduino Nano no Circuits Today

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *